Conheça um pouco mais a Chikungunya – Desentupidora SP

A chikungunya é uma doença que tem sido muito comentada ultimamente. Muito parecida com a dengue, a febre chikungunya é uma doença que existe há séculos, mas que teve seu vírus descoberto no ano de 1952. Antes desse período, os diagnósticos eram tidos todos como dengue.

O primeiro caso de surto do chikungunya foi registrado em dezembro de 2013 na ilha de Saint Martin, chegando com rapidez na região das ilhas do Caribe e América do Sul. Em pouco tempo, mais de 500 mil casos da doença foram registrados pela Organização Mundial da Saúde, confirmando a facilidade com se prolifera e a importância das ações para evitar a proliferação desse vírus.

Formas de transmissão do chikungunya

O nome chikungunya tem origem da língua Kimakonde e significa “homem que anda arqueado”, fazendo referência ao sintoma de fortes dores articulares provocado pela doença. O Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, e o Aedes albopictus são os transmissores da chikugunya, sendo que 72% a 95% das pessoas infectadas acabam desenvolvendo os sintomas e ficam debilitados com rapidez.

conheca-um-pouco-mais-o-chikungunya-desentupidora-sp

Conheça o nosso portal de Desentupidoras em SP

Os sintomas mais comuns da doença são febre alta e dores fortes nas articulações que podem continuar por meses e mesmo anos. Exames laboratoriais são necessários para diagnosticar a doença e o tratamento é feito com o auxílio de analgésicos e antitérmicos para aliviar as dores.

Como se prevenir?

Como a chikungunya é uma doença que não tem cura, a melhor atitude a ser tomada é prevenir a proliferação do mosquito transmissor Aedes aegypti na sua casa. Veja abaixo alguns cuidados a serem tomados:

  • Não deixe água parada em vasos de plantas, garrafas, baldes, pneus velhos e outros objetos;
  • Evite o acúmulo de sujeira nas calhas do imóvel e mantenha-as sempre limpas;
  • Mantenha a caixa d’água sempre limpa e higienizada;
  • Não descarte lixo nas valas, ruas ou margens de rios para que o mosquito não se prolifere;
  • Instale telas em sua casa, se possível.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *